VIDEO AULA UMA TÉCNICA DE ENSINO: relato de experiência

Regina Santos Silva, Isabel CF da Cruz

Resumo


RESUMO: A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou no começo de 2013 que as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo: mais pessoas morrem anualmente de doenças cardiovasculares do que por qualquer outra causa. E 9,4 milhões de mortes a cada ano, ou 16,5% de todas as mortes podem ser atribuídas à hipertensão. Isso inclui 51% das mortes por AVC e 45% das mortes por doença coronariana. A hipertensão arterial é um importante fator de risco para doenças decorrentes de aterosclerose e trombose, que se exteriorizam, predominantemente, por acometimento cardíaco, cerebral, renal e vascular periférico. Objetivos: O objetivo é relatar a experiência da construção de uma vídeo aula como técnica pedagógica. Método: Este estudo consiste em um relato da experiência vivenciada pela aluna da disciplina Pesquisa e Prática de Ensino III (PPEIII), do Curso de Graduação e Licenciatura em Enfermagem da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, no período de novembro a março de 2013. Resultados: Para construção da vídeo aula foram utilizados artigos e livros para fundamentação teórica e uma câmera para os recursos audiovisuais. Conclusão: Apesar das dificuldades encontradas ao longo da construção da vídeo aula foi um aprendizado de extrema importância para minha formação como enfermeiro educador.

Descritores: Enfermagem; educação em saúde; ensino.


Palavras-chave


Enfermagem; educação em saúde; ensino.

Texto completo:

HTML

Referências


WHO | Cardiovascular diseases (CVDs) - World Health Organization, 2013. Disponível em: . Acessado em: 10 de março de 2013.

Passos VMA, Assis TD, Barreto SM. Hipertensão arterial no Brasil: estimativa de prevalência a partir de estudos de base populacional. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 2006; 15(1):35-45. Disponível em:.Acessado em: 2 de março de 2013.

Brunner & Suddarth. Smelter SC, Bare BG. Tratado de Enfermagem Médico Cirúrgica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009, v.2, 862-865p.

Potter PA, Perry AG. Fundamentos de Enfermagem. 7 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009, 536-538p.

Brasil, Ministério da Saúde. Portal da Saúde. Disponível em: . Acessado em: 13 de março de 2013.

Moran JM. Aperfeiçoando os modelos de EAD existentes na formação de professores. Educação, Porto Alegre, 2009, v.32, n.3, 286-290p. Disponível em: < http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/5775>.Acessado em: 02 de Março de 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


BNN - ISSN 1676-4893 

Boletim do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre as Atividades de Enfermagem (NEPAE)e do Núcleo de Estudos sobre Saúde e Etnia Negra (NESEN).