Especialização Enfermagem em Cuidados Intensivos – análise de incidente crítico no processo ensino-aprendizagem-avaliação

Isabel CF da Cruz

Resumo


A diferença de expectativa entre o projeto didático-andragógico do Curso e @s pós-graduand@s expressa em carta na qual manifestam “sentimento de insegurança e insatisfação" e requerem providências para melhorar o ensino oferecido. Como geralmente as discussões e propostas sobre modelos de ensino na área da saúde ainda não foram efetivadas na maioria das Universidades, a diferença de expectativas é um problema potencial entre alun@s e docentes.


Palavras-chave


Enfermagem; Ensino de Enfermagem, Ensino a distância; Motivação

Texto completo:

HTML

Referências


Trindade, Leda Maria Delmondes Freitas, & Vieira, Maria Jesia. (2009). Curso de Medicina: motivações e expectativas de estudantes iniciantes Medical School: motivations and expectations of incoming students.Revista Brasileira de Educação Médica, 33(4), 542-554. Retrieved September 23, 2015, from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022009000400005&lng=en&tlng=pt. 10.1590/S0100-55022009000400005.

Ribeiro Luana Cássia Miranda, Souza Adenícia Custódia Silva e, Barreto Regiane Aparecida dos Santos Soares, Neves Heliny Carneiro Cunha, Barbosa Maria Alves. Técnica de incidente crítico e seu uso na Enfermagem: revisão integrativa da literatura. Rev. bras. enferm. [Internet]. 2012 Feb [cited 2015 Sep 22] ; 65( 1 ): 162-171. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672012000100024&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672012000100024.

OMS- Marco para Ação em Educação Interprofissional e Prática Colaborativa, 2010, disponível em http://www.paho.org/bra/images/stories/documentos/marco_para_acao.pdf%20

Camillis, Patricia Kinast de, & Antonello, Claudia Simone. (2010). Um estudo sobre os processos de aprendizagem dos trabalhadores que não exercem função gerencial. RAM. Revista de Administração Mackenzie, 11(2), 4-42. Retrieved September 22, 2015, from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-69712010000200002&lng=en&tlng=pt. 10.1590/S1678-69712010000200002.

Cruz ICF. Pesquisar se aprende pesquisando... relato da experiência de um programa de metodologia da pesquisa de enfermagem. Rev Enferm UERJ 2001; 9(3): 270-6.

The Core Competencies Needed for Health Care Professionals, chapter 3. In: Health Professions Education: A Bridge to Quality. Disponível em http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK221519/

Morton, P et al – Cuidados Críticos de Enfermagem – uma abordagem holística. 9ª. Ed, RJ, Guanabara Koogan, 2011

Ferrazzi, K – Fanqueza, crítica e trabalho em equipe.Harvard Business Review, jan, 2012. Disponível em http://hbrbr.com.br/franqueza-critica-e-trabalho-em-equipe/

Borges, A et al Caracterização e expectativas de estudantes ingressantes de um curso de graduação em enfermagem. Espaço para a Saúde 12(1), 2010. Disponível em

http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/espacoparasaude/article/view/9230

Villardi, Beatriz Quiroz, & Vergara, Sylvia Constant. (2011). Implicações da aprendizagem experiencial e da reflexão pública para o ensino de pesquisa qualitativa e a formação de mestres em administração.Revista de Administração Contemporânea, 15(5), 794-814. Retrieved September 22, 2015, from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552011000500002&lng=en&tlng=pt. 10.1590/S1415-65552011000500002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo